Salute

Os tipos de bolsas coletoras

Todas as bolsas têm um único propósito, que é coletar e armazenar as fezes eliminadas através do estoma. Algumas delas vêm numa peça única, em que a base (barreira para proteção da pele) está acoplada à bolsa. Outras, em duas peças, uma sendo a base e outra, a bolsa. O acoplamento entre elas pode ser feito por um encaixe das peças ou por meio de um adesivo.

Da mesma forma, existem bolsas que têm uma abertura na parte inferior, que serve para drenar, isto é, esvaziar a bolsa sem que seja necessário troca-la cada vez que ela estiver cheia. Outras bolsas não têm essa abertura, e precisam ser trocadas sempre que estiverem cheias.

Por fim, há bolsas em que a superfície de encaixe com o estoma é plana, e outras em que essa superfície é convexa, ou seja, arredondada como se fosse o lado de fora de uma esfera. Tudo para melhorar o encaixe do equipamento com a sua pele, garantindo a máxima proteção e segurança.

Como escolher a bolsa correta

A bolsa deve se ajustar perfeitamente aos contornos do seu corpo, garantindo conforto e segurança. Escolher o equipamento correto de ostomia, nesse sentido, não muito diferente de escolher um par de óculos.

No início, pode ser que você tenha que fazer algumas experiências, até chegar ao modelo ideal. A ajuda de um enfermeiro estomaterapeuta pode ser muito útil: esse profissional tem o conhecimento de muitas das opções de equipamentos disponíveis no mercado nacional, além de poder ajudar você a superar as dificuldades mais comuns.

Em relação à abertura da barreira da pele ao estoma, há duas possibilidades: alguns equipamentos vêm previamente cortados em medidas padrão. Outros não, e é a própria pessoa (ou o enfermeiro, no início) quem mede o tamanho do estoma e corta a abertura conforme essa medida. Isso pode ser muito útil nas primeiras 6-8 semanas após a cirurgia, quando o estoma ainda está inchado, e seu tamanho varia em função disso.

Em ambos os casos é importante lembrar que a pele periestomal precisa estar bem protegida. Por isso, tenha sempre em mente que o diâmetro do orifício de abertura da barreira deve ser o mais ajustado possível ao tamanho do estoma.

Se for menor, poderá machucar o estoma. Se for maiordeixará a pele desprotegida. Na verdade, é até possível que a abertura da barreira seja um pouco maior, mas essa diferença não pode ser superior a 3mm.

Outros equipamentos

Além dos equipamentos básicos de ostomia, há uma série de outros itens disponíveis para melhorar o seu conforto, aumentar o intervalo entre as trocas da bolsa ou mesmo facilitar o cuidado com o estoma.

Há produtos para preparação da pele, adesivos de vários tipos e em diversos formatos, anéis e cintos – todos produtos feitos para melhorar a barreira de proteção da pele, se o seu abdome tem irregularidades no contorno ou cicatrizes, se o seu estoma é plano ou retraído, ou se vazamentos são um problema para você. As preparações de pó para estoma servem para proteger a pele lesionada por sob a base adesiva.

Se a sua decisão for experimentar um cinto de ostomia, lembre-se: ele não deve estar justo a ponto de comprimir a bolsa, machucar o estoma ou a pele. O ideal é que haja uma distância de 2 dedos entre o cinto e a pele. Se você usa uma cadeira de rodas, pode precisar de um cinto especial. Há ainda os produtos desodorantes para ostomia, que podem vir na apresentação de gotas ou spray para serem colocados na bolsa, ou mesmo como drágeas para uso oral.

São tantos os produtos disponíveis, com tantas marcas e variações, que é até difícil escolher… Esta é mais uma situação em que uma boa conversa com o enfermeiro estomaterapeuta pode ajudar você a escolher corretamente os melhores produtos, economizando tempo e dinheiro.

Dicas importantes

  • para facilitar as coisas, procure deixar todos os insumos (equipamentos e materiais) organizados numa gaveta de fácil acesso para você, ou então numa caixa plástica sobre alguma prateleira bem localizada. Cuide para que esse local esteja sempre limpo, seco e protegido do sol e do calor;
  • não deixe seus estoques chegarem ao fim. Então organize-se para adquirir os materiais e equipamentos que você usa com algumas semanas de antecedência. Você nunca sabe com certeza quanto tempo eles demorarão a chegar (caso você os receba em casa) e nem se o lojista terá em estoque todos os itens do seu pedido;
  • mas não faça um estoque muito grande: esses itens têm validade determinada e a exposição a condições adversas (como calor excessivo por exemplo) pode alterar a qualidade dos materiais;
  • lembre-se que o manuseio da ostomia e dos materiais tem que ser feito de forma limpa, mas não estéril. Lavar as mãos e higienizar o estoma e a pele em torno é suficiente para prevenir infecções;
  • sempre que for sair de casa, seja para o trabalho ou para um passeio curto, tenha sempre com você uma pequena bolsa, com um kit de emergência: base, bolsa, adesivos, material de higiene. É importante estar prevenido contra imprevistos, sempre!

Seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *

*