Salute

O que muda quando um familiar precisa realizar os cuidados da ostomia?

Entenda quais são as mudanças na rotina familiar da pessoa ostomizada e como lidar com estas questões da melhor maneira possível para realizar os cuidados com a ostomia e sem complicações. Confira!

Sem dúvida, a realização da cirurgia de ostomia exige algumas mudanças e readaptações no cotidiano familiar. Em princípio, é normal que os familiares se sintam inseguros e tenha dúvidas sobre diversos assuntos relacionados à ostomia. Porém, com a prática diária em cuidar da pessoa ostomizada, logo se adaptam aos procedimentos e cuidados com a ostomia.

Aprenda a cuidar da ostomia ainda no hospital

Por isso, antes da cirurgia, quando estiver no hospital acompanhando a pessoa ostomizada, é importante tirar todas as dúvidas possíveis com os médicos, enfermeiros ou com o estomaterapeuta, profissional que atua nos cuidados a pacientes com estomias.

Neste período, você certamente será convidado a auxiliar a enfermeira durante os procedimentos de troca de bolsa. Com certeza, será uma boa oportunidade para você ganhar confiança e perceber se está preparado para cuidar da ostomia em outra pessoa.

Além disso, procure fontes confiáveis de informação, como livros, sites, comunidades online, vídeos e grupos de discussão para informar as pessoas próximas na família.

Adaptações após a cirurgia de ostomia

Após a cirurgia, o familiar responsável por cuidar da pessoa ostomizada precisará aprender a lidar com a bolsa de ostomia, o que exige o conhecimento de novas habilidades. Por exemplo, aprender a esvaziar e trocar a bolsa, trocar a placa base e realizar os cuidados com a pele ao redor do estoma.

Além da necessidade de lidar com os acessórios da bolsa de ostomia, por exemplo, o anel de barreira, cinto de ostomia, pastas protetoras e saches gelificantes.

Confira como fazer a troca da bolsa em 8 etapas

Inicialmente, é natural o familiar cuidador ter dúvidas de como trocar a bolsa de ostomia. Mas o processo é mais simples do que você imagina. Para isso, serão precisos apenas 8 passos:

Separe os produtos e acessórios

Deixe próximo tudo o que precisará para realizar a troca: um novo sistema de bolsa (uma ou duas peças), toalha limpa, gaze ou compressas, sabonete líquido, além de outros produtos para cuidado com a ostomia;

Higienize suas mãos

Lave suas mãos minuciosamente com água e sabão. Se não for possível, utilize um higienizador antibacteriano como o gel antisséptico;

Retire a bolsa de ostomia

Com uma das mãos, segure a pele da barriga. Com a outra mão, descole lentamente a bolsa, usando a borda da barreira para removê-la com maior facilidade;

Higienize a pele periestomal e o estoma

Com uma compressa ou gaze umedecida com água morna limpe gentilmente o estoma e, em seguida com uma nova compressa embebida em água e sabão neutro, higienize a pele periestomal. Em seguida, seque a região com uma compressa, lenço de papel ou toalha limpa;

Prepare a pele para receber a nova bolsa

Observe a pele periestomal e o estoma antes de aplicar a nova barreira, verifique se a pele está limpa e seca, caso contrário a aderência do adesivo poderá ficar prejudicada;

Prepare a nova bolsa

Verifique se a base adesiva está no tamanho adequado para o estoma – caso a base seja recortável. Coloque na bolsa produtos para ajudá-lo com o odor – como saches gelificantes por exemplo;

Posicione a placa adesiva sobre a pele

Cole a placa adesiva na pele, começando pela parte inferior. Prossiga com cuidado, para as laterais da placa e depois a parte superior. Segure a placa com a mão por cerca de 40 segundos, pois o calor ajuda na aderência da placa.

Programe a próxima troca

A frequência da troca da bolsa varia de acordo com a necessidade de cada um. Porém, nunca ultrapasse um período superior a 7 dias sem trocar o seu sistema de bolsa.

Para a troca da bolsa, considere alguns fatores

  • Condições da bolsa, como a integridade de suas partes;
  • Ocorrência de vazamentos;
  • Aderência entre o adesivo da base (ou barreira) e a pele;
  • Aspecto da pele em torno do estoma, conhecida por pele periestomal.

Quando esvaziar a bolsa de ostomia

Sempre que a bolsa estiver cheia até um terço, ou no máximo a metade, você deve esvaziá-la. À medida que você se acostuma com os procedimentos e com os materiais, você perceberá que esvaziar a bolsa não é complicado.

Confira quando deve ser feito o procedimento:

  • É recomendado esvaziar a bolsa antes das refeições;
  • Antes da hora de dormir também é indicado fazer o procedimento;
  • Quando sair de casa, é recomendado esvaziar a bolsa antes para evitar contratempos.

Cuidados com a pele periestoma

pele periestomal é a base sobre qual todos os produtos relacionados aos cuidados com a ostomia serão aplicados. Por isso, esta região precisa de muito cuidado e atenção:

  • A pele dessa região deve ter um aspecto saudável, sem irritações ou lesões;
  • Apesar da região do estoma não ter sensibilidade, a pele dessa região é tão sensível quanto a pele de qualquer outra parte do corpo;
  • limpeza deve ser feita usando apenas água e sabonete neutro, de preferência líquido;
  • Lesões e feridas na pele, saliências avermelhadas são sinais de alerta de que essa pele pode estar irritada. Nesse caso, você deve procurar a ajuda de um profissional de saúde.

Confiança com os cuidados da ostomia é essencial!

Lembre-se, além de adaptar-se a presença do estoma, a pessoa ostomizada enfrentará algumas dificuldades. Por isso, é fundamental o cuidador da família demonstrar sua confiança com os cuidados da ostomia para ajudar neste momento de adaptação.

Por isso, manter uma atitude otimista é essencial. Afinal, é mais fácil para a pessoa com ostomia se adaptar a nova realidade com o apoio e carinho da família.

Seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *

*