Salute

Como diagnosticar o diabetes tipo1?

Saiba como é diagnosticado o diabetes tipo 1 e fique atento aos sintomas mais comuns dessa doença presente em pessoas do mundo todo. Confira!

O primeiro passo para diagnosticar o diabetes é ficar atento aos sintomas. Entre os mais comuns, fome excessiva, sede excessiva, visão embaçada, fadiga, micção frequente e até mesmo perda de peso.

Se você ou outra pessoa da sua família estiver apresentando um ou mais sintomas, é recomendado agendar uma consulta com um médico para entender as causas e se o quadro poderá estar relacionado a diabetes.

Antes de ir à consulta, lembre-se de anotar quaisquer novos sintomas ou mudanças recentes na sua vida. Se necessário, o médico poderá usar essas informações para ajudar no diagnóstico.

Lamentavelmente, o diabetes não tratado pode resultar em problemas graves de saúde. Por isso, o diagnóstico precoce é fundamental para minimizar os danos ao organismo de qualquer pessoa, independente da idade.

Confira a seguir quais são os exames mais comuns para diagnosticar o diabetes e fique atento caso você ou outra pessoa da sua família apresente sinais dessa doença silenciosa.

Exames comuns para diagnosticar diabetes

Glicemia de jejum

O paciente precisa fazer jejum de 8 horas antes de estimar a quantidade de glicose no sangue, através do exame de glicemia de jejum,

Através da análise da coleta de sangue é possível identificar o diabetes por meio de níveis elevados de glicose, um distúrbio chamado hiperglicemia.

Confira a tabela de valores:

  • Normal: abaixo de 100 mg/dl
  • Pré-diabetes: entre 100 e 125 mg/dl
  • Diabetes: mais de 125 mg/dl

Para obter um resultado mais preciso, o médico poderá solicitar outros exames que também identificam o diabetes, como hemoglobina glicada e teste oral de tolerância à glicose ou curva glicêmica.

Teste oral de tolerância à glicose

Conhecido também como exame da curva glicêmica, o teste avalia o funcionamento do organismo exposto a várias concentrações de glicose. Dessa forma, o exame calcula a glicemia antes e depois da ingestão do líquido açucarado.

A coleta acontece em três etapas:

  • A primeira realizada em jejum de pelo menos 8 horas;
  • A segunda após 1 hora após a ingestão da bebida açucarada;
  • A terceira 2 horas após a primeira medição.

Este exame requer jejum de 8 horas para que a primeira coleta de sangue seja realizada. A segunda coleta será realizada após 2 horas da ingestão de um líquido açucarado com 75 gramas de glicose diluídas em água.

Confira a tabela de valores após duas horas de ingestão:

  • Normal: glicemia abaixo de 140 mg/dl e 199 mg/dl
  • Pré-diabetes: glicemia entre 140 mg/dl e 199 mg/dl
  • Diabetes: glicemia igual ou superior a 200mg/dl

Hemoglobina glicada

Esse teste, também chamado de hemoglobina glicosilada, é realizado a partir da coleta de sangue com o paciente em jejum para avaliar a quantidade de glicose no sangue dos últimos 3 meses.

Confira a tabela de valores:

  • Baixo risco: inferior a 5,7%
  • Risco de diabetes: entre 5,7% a 6,4%
  • Diabetes: igual ou acima de 6,5%

O exame também é usado para acompanhamento da diabetes, e quanto maior forem os níveis, maior o risco do paciente desenvolver outras complicações como doenças cardíacas, cegueira e insuficiência renal.

Frutosamina

Esse exame mede os níveis de glicação da albumina, uma proteína presente no sangue. A partir da sua avaliação, é possível visualizar o controle glicêmico no sangue nas últimas duas semanas.

Sendo indicado quando o médico precisa saber a média de glicose em períodos menores ou quando a medição da hemoglobina glicada não é confiável.

No caso da frutosamina, os valores variam de acordo com o laboratório de análises clínicas.

Glicemia pós-prandial

Pós-prandial significa depois de uma refeição, por isso, o exame avalia os níveis de glicose no sangue após a ingestão de alimentos, pois os níveis de concentrações de glicose sobem cerca de 10 minutos após a refeição.

A hiperglicemia, neste caso, é uma das primeiras alterações em pacientes diabéticos.

Confira a tabela de valores após duas horas de ingestão:

  • Meta geral: 140 mg/dl
  • Casos especiais: até 180 mg/dl

Prevenção: realizar consultas e exames periodicamente para diagnosticar o diabetes

Os sintomas do diabetes são muito comuns, por isso, em muitos casos a doença não é percebida pela pessoa ou poderá demorar muito tempo para perceber os sintomas que já estão avançados.

Portanto, a única maneira de diagnosticar a diabetes com antecedência é realizar consultas e exames periodicamente, sob orientação do médico, para entender qual exame é o mais indicado e fique sempre atento aos sintomas da diabetes.

Seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *

*